EDUCAFRO lutando por cotas para NEGROS na Defensoria Pública - TVT

                  Operadores do Direito EDUCAFRO
(são todos os/as guerreiras/os que doam seu sangue
para conquistar justiça!)

Parabéns pela garra, dedicação e perseverança!
A Defensoria Pública de São Paulo - com nossa participação firme, 
adotou cotas para negros/as, a partir do próximo concurso 
que será lançado em 60 dias!

Na próxima sexta, 7/11, às 9 horas, os Conselheiros definirão a percentagem 
(se 20% ou 30% ou na mesma proporção da 
população negra no ESTADO de São Paulo).

Todos de volta à DEFENSORIA PÚBLICA para a complementação 
e solidificação da nossa vitória!


Abertas as inscrições no módulo à distância sobre Saúde População Negra

 As entidades que trabalham em prol dos direitos da população negra, gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que o ministro da Saúde, Arthur Chioro, apresentou nesta quarta-feira (22) o 'Módulo Multidisciplinar de Saúde Integral da População Negra'. O lançamento do curso aconteceu no auditório Emílio Ribas, no Edifício Sede do Ministério de Saúde (MS), em Brasília/DF.

O Módulo Multidisciplinar é um curso virtual na modalidade de educação à distância (EaD) oferecido pela Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). As inscrições são gratuitas e estão abertas no site da UNA-SUS.

Clique aqui para saber mais e fazer sua matrícula.

Desenvolvido pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), em parceria com a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP), o curso apresenta a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN) — com especial enfoque no enfrentamento ao racismo institucional no SUS.

“Este curso vai ser útil para os profissionais de saúde que atuam no PROVAB e Mais Médicos, mas também para estudantes e profissionais de saúde nas mais diversas carreiras e especialidades. Fazemos questão de fomentar a formação de profissionais de saúde com outros olhares e essa inciativa tem papel fundamental no combate ao racismo", frisou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

A PNSIPN é transversal e precisa estar inserida em todas as políticas de saúde do governo federal, contribuindo para modificar e aperfeiçoar as práticas de cuidado, garantindo o atendimento integral aos usuários. Para o diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (DEGES), Alexandre Medeiros, é preciso discutir o papel dos determinantes sociais na vida de homens e mulheres negras. “A partir disso, é possível identificar processos terapêuticos que atendam melhor as demandas dos usuários da população negra”, avalia.

Para o secretário da SGEP, André Bonifácio, o lançamento do curso é um divisor de águas dentro do SUS. "Sem uma ação concreta como esta, com base no plano operativo da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, não podemos avançar. Tenho certeza de que o passo que demos hoje rompe com processos antigos e é um marco no combate do racismo institucional no SUS”, reflete.

Segundo o gerente de projetos da Secretaria Especial de Igualdade Racial da Presidência da República (SEPIR/PR), Felipe da Silva Freitas, é necessário pautar as agendas governamentais para o enfrentamento cada vez mais vigoroso ao racismo. "Precisamos consolidar a democracia com práticas de combate ao racismo dentro do serviço público”.

“Esta é uma grande oportunidade de mudança. Nós da militância social estamos há mais de dez anos lutando pelo fortalecimento do SUS.  O curso representa o início das mudanças e será uma ferramenta a mais na luta contra o racismo e pela saúde da população negra”, fala Nina Fola, Secretária Executiva do núcleo gaúcho da Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde (RENAFRO).

Também participaram do lançamento do curso o secretário Executivo da UNA-SUS, Francisco Campos; e Vinícius Muricy Rocha, diretor de Desenvolvimento de Educação em Saúde do Ministério da Educação.


Defensoria Informa nº 223 - Sessão do Conselho Superior

CSDP nº 351/2013

Interessados: Ouvidoria Geral da Defensoria Pública, Núcleo Especializado de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito e o Instituto Luiz Gama

Assunto: Proposta de alteração da Deliberação nº 10/06, que estabelece regras para a realização do concurso de ingresso na carreira de Defensor Público

Excelentíssimo Senhor Presidente,

Excelentíssimos Senhores Conselheiros,

 

Sempre que essa questão do tratamento compensatório ou preferencial para o negro é levantada,

alguns dos nossos amigos recuam horrorizados. Ao negro deve ser garantida a igualdade, eles concordam, mas ele não deve pedir mais nada. Na superfície, isso parece razoável, mas não é realista. Pois é óbvio que se um homem entra na linha de partida de uma corrida trezentos anos depois de outro, o primeiro teria de realizar uma façanha incrível a fim de alcançá-lo.

(Martin Luther King)

Vejam no link a seguir a integra  do brilhante voto do relator das cotas para negros nos concursos públicos da Defensoria do Estado de São Paulo!Sua opinião:?

 Fwd: FW: ENC: Defensoria Informa nº 223 - Sessão do Conselho Superior

 

 


Congolês Denis Mukwege vence Prêmio Sakharov

O ginecologista congolês Denis Mukwege venceu nesta terça-feira, dia 21, o Prêmio Sakharov para a Liberdade de Pensamento, concedido pelo Parlamento Europeu. Mukwege fundou o Hospital Panzi, que é especializado no tratamento de vítimas de violência sexual.

Ele é um dos maiores especialistas do mundo no que diz respeito à recuperação de vítimas sexuais. Denis tratou mais de 21 mil mulheres durante os conflitos que afetaram o Congo nos últimos anos.

Criado em 1988, o prêmio "recompensa personalidades ou entidades que se esforçam por defender os direitos humanos e as liberdades fundamentais", como define o Parlamento Europeu. Ano passado o prêmio foi dado à jovem ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que em 2014 venceu o Nobel da Paz.

fonte: geledes


Campanha: "EDUCAFRO: Sangue do Povo, pelo Povo e para o Povo!

Movimento Heroes e Educafro lançam campanha por doação de sangue

O Lema é:

"EDUCAFRO: Sangue do Povo, pelo Povo e para o Povo!"

 Essa campanha tem objetivo de reverter o baixo volume de sangue nos hemocentros e salvar vidas. Para dar mais eficácia foi desenvolvido um aplicativo gratuito para o seu celular chamado de "heroes" (HERÓIS). 

 Baixe o aplicativo e Doe sangue.

link: abre.ai/heroes

Juntos somos mais fortes!

s8 s9Ajude a salvar vidas. 


Entidades “abraçam” e agradecem o MP pela adoção de cotas para negros em concursos públicos

Entidades “abraçam” e agradecem o MP pela
adoção de cotas para negros em concursos públicos

"MP, muito obrigado, o negro agora será bem representado” e “Obrigado de coração, MP Bahia dando exemplo de inclusão”. Com essas frases, entoadas com grande entusiasmo, cerca de 30 pessoas, representantes de 30 entidades que integram a ONG Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro), realizaram um abraço simbólico na frente da sede do Ministério Público do Estado da Bahia e foram recebidos durante sessão do Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça. Foi uma homenagem à instituição pela adoção de cotas raciais em seus concursos públicos, com a previsão de 30% das vagas dos certames destinados a negros.

 

Durante a sessão, presidida pelo procurador-geral de Justiça Márcio Fahel, o diretor da Educafro, frei Davi Santos, entregou uma petição, na qual a entidade solicita a prorrogação até o próximo dia 20 de outubro das inscrições do concurso para promotor de Justiça substituto, que já prevê a cota. O prazo se encerrou no último dia 10. Além disso, pede que o MP providencie curso preparatório gratuito aos candidatos cotistas. O chefe do MP, Márcio Fahel, informou que iria submeter a petição à comissão de concurso. O procurador-geral agradeceu a presença de todos e endossou o compromisso da instituição com a inclusão. “Vejo (as cotas) como uma obrigação. Não se trata de favor, flexibilidade, concessão ou qualquer coisa do gênero. Os tempos exigem este tipo de postura. Vamos aprender com essa experiência e com o tempo teremos a capacidade de corrigir os eventuais equívocos. Não consigo vislumbrar uma instituição como o MP que não desenvolva políticas de inclusão social”, afirmou.

 

Segundo o frei David, o abraço “simboliza o começar de uma construção de um novo Brasil”. Ele afirmou que “todas as instituições precisam entender que não é possível um País justo sem equidade”. Ele informou ainda que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), por provocação da entidade, analisa a possibilidade de normatização direta, pelo órgão, da implementação de políticas de cotas para minorias étnico-raciais em concursos do MP em todo o Brasil. “Mas entendemos que não é preciso esperar por isso para que todos adotem”, disse.

O diretor do Instituto Cultural Steve Biko, Sílvio Humberto; o advogado voluntário da Educafro, Ciro Bueno; e Mãe Nicinha, filha da Casa Branca e membro da irmandade da Boa Morte, também deixaram seus agradecimentos ao MP pela adoção das cotas. A procuradora de Justiça Márcia Virgens, que articulou a visita da Educafro, afirmou que se sentia "muito feliz por ver a sala de sessões tomada pela juventude negra” e que espera, com a implementação das cotas, ver uma ampliação do número de negros como ela atuando na instituição.


Faculdades públicas à distância no RIO

2015 - Faculdades públicas à distância no RIO - As inscrições até 30 de outubro - CEDERJ - Consórcio das Universidades Públicas do Rio abre inscrições para o Vestibular Cederj.

Consórcio das Universidades Públicas do Rio abre inscrições para o Vestibular Cederj

São oferecidas 7.169 vagas para 15 cursos de graduação a distância.

Nesta segunda-feira (29/09), A Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj) e a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia lançam, às 16 horas, no auditório da Cedae, o Edital do Vestibular Consórcio Cederj 2015, com 7.169 (sete mil, cento e sessenta e nove) vagas para o primeiro semestre de 2015, com 15 cursos de nível superior.

Na oportunidade será lançado o Curso de Graduação em Engenharia de Produção, na modalidade semipresencial, oferecido pela Universidade Federal Fluminense – UFF e pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca – CEFET, em seis polos, com oferta inicial de 300 vagas por semestre.

As inscrições ficam abertas até 30 de outubro e devem ser feitas somente site. O valor da taxa é R$ 65. Durante o cadastro, é necessário escolher o polo de ensino e o curso. A prova será no dia 22 de novembro eos aprovados iniciarão a graduação no primeiro semestre letivo de 2015.

https://cederj.edu.br/fundacao/vestibular2015/


MINISTÉRIO PÚBLICO PODE ADOTAR COTAS PARA NEGROS

Segundo o promotor da Bahia Fábio George Cruz da Nóbrega existe uma "ampla maioria a favor" desse tipo de política; sistema já é aplicado em concursos públicos do Executivo federal e no ensino público superior

 

 

 O Conselho Nacional do Ministério Público pode instituir no início do próximo ano a adoção de cotas para negros em seus concursos de admissão.

Segundo Fábio George Cruz da Nóbrega, conselheiro e relator de um caso da Bahia, diz que existe uma "ampla maioria a favor" desse tipo de política.

Em junho deste ano foi criada uma lei que garante 20% das vagas de concursos públicos do Executivo federal para pessoas negras. A medida já é aplicada no sistema público de ensino superior.

Leia aqui reportagem de João Carlos Magalhães sobre o assunto.

 




Curso Preparatório EDUCAFRO

CERTIFICADO INCLUSO - VÁLIDO PARA HORAS COMPLEMENTARES 

Duração do curso: 27/10 a 28/11/2014.

HoráriosSegundaTerça Sexta das 19h as 22h15 e Domingo das 9h as 16h45.

Local:  Sede Educafro(Rua Riachuelo, 342 – Sé)

Investimento(c/ apostila): R$ 100,00 p/ ASSOCIADO EDUCAFRO e R$ 150,00 p/ demais interessados.

Maiores Informações: (11) 3106-2790, 3107 5024 ou

preparatoriopeb1@educafro.org.br


COTAS no Concurso Público(PETROBRAS)

Cotas na Petrobras - Mais uma vitória da família Educafro!!! Acesse agora o link e se inscreva para o sistema de cotas do Concurso da Petrobras. Com a aprovação das cotas no serviço público federal, iremos ocupar os melhores cargos públicos do Brasil!!!