Há 27 anos atrás tínhamos ousadia no assumir a Vida Religiosa e fazer o Reino de Deus acontecer
também nas manifestações litúrgicas.
Sofremos muitas perseguições, mas valeu a luta!
Veja parte da Missa Incultura Afro:
(texto da equipe de Eduardo Coutinho)

Imagens da missa inculturada afro celebrada pelo Frei David na Catedral de Santo Antônio no dia 20 de novembro de 1988. É um trecho muito significativo do sensacional documentário O Fio da Memória, do mestre Eduardo Coutinho, falecido recentemente.

Pastoral do Negro, ligada à Teologia da Libertação, foi uma das importantes articuladoras de toda a movimentação cultural e política dos anos 80 que levantou a premência da questão racial no país. E a Baixada foi um dos epicentros dessa luta, sobretudo Caxias e São João, que contavam com uma Diocese com Dom Mauro Morelli de frente, e ainda um vigoroso movimento negro.

Esse intenso período acabou gerando um acúmulo de discussões e ações que desembocaram em importantes conquistas como o resgate da história do Quilombo de Palmares, a Lei Caó (que é de 85), o PVNC (Pré-Vestibular para Negros e Carentes), a lei 10.639/03 (que instituiu nas escolas o ensino de história e cultura afro-brasileira), a discussão sobre política de cotas, entre outras.

Fonte: elinkare