A EDUCAFRO parabeniza o Tribunal Regional do Trabalho que de maneira brilhante reformou a sentença de primeiro grau que não puniu tamanho abuso da empresa, e informa que repudia toda a forma de exclusão social, discriminação aos trabalhadores e a nefasta prática de ASSÉDIO MORAL, cada dia mais comum no ambiente de trabalho.

GRUPO EMPRESARIAL CAOA  viola direitos de empregados ao consultar no SERASA a vida financeira dos trabalhadores e pressioná-los de forma grosseira, violando direitos de privacidade.

Grave abuso, que gerou a condenação da empresa em segunda instância (Tribunal Regional do Trabalho) na quantia de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) por DANOS MORAIS devidos à trabalhadora, além da expedição de ofício ao Ministério Público do Trabalho, que ainda poderá adotar outras medidas para punir a conduta ilícita da empresa. Processo 00026848420145020046 (número TRT02)”

 

Se você for vítima de abusos por parte dos empregadores procure a EDUCAFRO, que conta com uma equipe de advogados voluntários especializados em defender os direitos dos mais vulneráveis.

 

FAMÍLIA EDUCAFRO,

LUTE POR SEUS DIREITOS!

Privacy Preference Center