OAB nacional recomenda a contratação de negros e negras.

No último dia 05, a EDUCAFRO se reuniu com a OAB Nacional objetivando estudar soluções para encarar o desafio de colorir os corredores dos grandes e glamourosos escritórios de advocacia do país.

Luís Cláudio, atual Vice-Presidente da OAB se mostrou muito aberto à colaborar com as pautas do povo negro brasileiro.

Dentre os vários encaminhamentos acordados entre EDUCAFRO e OAB, visando reparar as mazelas da escravidão, que ainda afetam a negritude 128 anos depois, a OAB se comprometeu a elaborar uma recomendação nacional para as seccionais e para os escritórios de advocacia orientando a contratação de funcionárias/os negras/os.

A adoção de cotas já foi comprovada como a melhor ação afirmativa, no que diz respeito à inserção de uma população desfavorecida em qualquer estrutura organizacional. Ficaria, no entanto, à cargo das seccionais e dos escritórios à adoção ou não desta possibilidade, podendo aderir à outras ações afirmativas de ingresso.

Frei David, Diretor Presidente da EDUCAFRO, aproveita o momento para agradecer a abertura da OAB e fazer um convite aos escritórios.

Segundo ele, a EDUCAFRO já trabalhou auxiliando várias empresas à aumentarem a diversidade racial na equipe​ e se dispõe à contribuir com todas as seccionais e escritórios que aceitem as sugestões da associação.

É um grande passo rumo a equiparação de oportunidades no país, promovendo diversidade e contribuindo para a economia brasileira.