BRANCO É TIRADO PELO CNJ DAS COTAS PARA AFROS

A EDUCAFRO Brasil saúda e parabeniza a ANAN (Associação Nacional de Advogados/as Negras/os) pela vitória ALCANÇADA no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que suspendeu a posse de um candidato que fraudou cotas para afros, no concurso para a magistratura do TJ-RJ.

Combater as fraudes nas cotas é uma tarefa muito árdua, porém extremamente necessária. Precisamos garantir nossos direitos. Foi muita luta e sangue do nosso povo afro-brasileiro!

A EDUCAFRO Brasil solicita a todas as entidades (e pessoas guerrreiras) de cada estado, que façam levantamentos dos aprovados/as para juiz/a em seu estado e detecte pessoas brancas que estão fraudando as vagas de AFROS.

Denuncie no email: juridico@educafro.org.br

Vamos fortalecer a luta pela efetivação das políticas públicas para negras e negros no Brasil!

Para mais oportunidades acesse: https://allmylinks.com/educafro