Live: A importancia da Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD para ONGs

A Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD trouxe importantes mudanças aplicáveis a todos os negócios, sejam empresas ou organizações não governamentais.

A Educafro, ONG com missão de promover a inclusão da população negra (em especial) e pobre (em geral), nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários(as) nos núcleos de pré-vestibular comunitários e setores da sua Sede Nacional, também está se adequando à LGPD, em parceira com os escritórios Gilberto Alvares Advogados Associados, Terra Sarmento e Rocha Advogados e a empresa Forward Computers.

O projeto terá início hoje (sexta-feira 17) com um live sobre a importância da LGPD para ONGs e empresas.

Se programe para acompanhar esse importante debate!

 


Live sobre LGPD amanha 17/09 as 17:00hs

A Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD trouxe importantes mudanças aplicáveis a todos os negócios, sejam empresas ou organizações não governamentais.

A Educafro, ONG com missão de promover a inclusão da população negra (em especial) e pobre (em geral), nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários(as) nos núcleos de pré-vestibular comunitários e setores da sua Sede Nacional, também está se adequando à LGPD, em parceira com os escritórios Gilberto Alvares Advogados Associados, Terra Sarmento e Rocha Advogados e a empresa Forward Computers.

O projeto terá início na próxima sexta-feira (17) com um live sobre a importância da LGPD para ONGs e empresas.

Se programe para acompanhar esse importante debate!


Live de lançamento da LGPD na Educafro - dia 17/09/2021 às 17h. No Youtube e Instagram da Educafro.

Live de lançamento da LGPD na Educafro - dia 17/09/2021 às 17h.
No Youtube e Instagram da Educafro.

A Educafro, ONG com missão de promover a inclusão da população negra (em especial) e pobre (em geral), nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários(as) nos núcleos de pré-vestibular comunitários e setores da sua Sede Nacional, também está se adequando à LGPD, em parceira com os escritórios Gilberto Alvares Advogados Associados, Terra Sarmento Rocha Advogados e a empresa Forward Computers.

@fwdcomputers
@tsr.advogados
@gilbertoalvaresadvogados


EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO INICIAL DAS INSCRIÇÕES DO CURSO PREPARATÓRIO PARA O TESTE ANPAD/2021-2022 - INSTITUTO HÓRUS/INSTITUTO HOJU - UNIVERKIZAZI AFREEAKA YENYE

EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO INICIAL DAS INSCRIÇÕES DO CURSO PREPARATÓRIO PARA O TESTE ANPAD/2021-2022 - INSTITUTO HÓRUS/INSTITUTO HOJU - UNIVERKIZAZI AFREEAKA YENYE

 

Homologa as inscrições de candidatas/os para a seleção do Curso Preparatório para o Teste ANPAD/2021-2022 Instituto Hórus/Instituto Hoju – Univerkizazi Afreeaka Yenye

Link de inscrição: 2021 Edital Seleção bolsas para curso do Teste Anpad - Documentos Google

 

Atendendo ao disposto no item 4.2 do Edital de seleção do curso Preparatório para o Teste ANPAD/2021-2022 - Instituto Hórus/Instituto Hoju – Univerkizazi Afreeaka Yenye, em parceria com a ANPAD (Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração) e coordenação do processo seletivo pela EDUCAFRO, este edital homologa as inscrições realizadas para a participação no referido processo seletivo.

 

Recursos referentes a esta homologação deverão ser encaminhados em até 48 horas da publicação deste edital para o endereço de e-mail: assessoria@educafro.org.br devendo estar descrito no campo “assunto”: Recurso Curso Anpad – Nome Completo

 

 

Inscrições homologadas em ordem alfabética

 

  Nome completo
1. Alcir Osvaldo Rodrigues
2. Allan Hilton da Silva Pereira
3. Álvaro Mateus Batista da Silva
4. Ana Christinna Soares
5. Ana Paula Moysés de Melo
6. Andreia Almeida
7. Andreia Azevedo Crivaro Moreira
8. Andressa Maria Jesus
9. Antonio Rubens Oliveira Lucas
10. Bárbara Rocha de Castro
11. Beatriz Conceição Rocha
12. Carlos Renato Rocha
13. Cassio Aparecido Borges Fernandes
14. Celso Branquinho Mário Dodo
15. Cicera Keliciane de Barros
16. Cintya Alessandra Santos
17. Cléber Jacinto de Moura Silva
18. Cleidiane Santana dos Santos
19. Conceição Aparecida Gonçalves Destro
20. Crislane Annie da Silva Oliveira
21. Cristiane Gonçalves Fernandes
22. Daiane Evelyn da Silva Moraes
23. Daiani de Souza Arruda
24. Dalila da Silva Barbosa Coelho
25. Daniel Fredo Rodrigues
26. David Martins dos Santos
27. Daysianne Iris Mendes do Amaral
28. Deise Beatriz Bandeira Soares
29. Dério José Faustino Junior
30. Domingos Gualberto de Oliveira
31. Douglas Nuss
32. Elane da Silva Santos
33. Elizabete Ferreira Santiago Paz
34. Elizabeth Maria da Silva
35. Erasmo Pereira de Mattos
36. Euna Cristina Lima Mendes Adorno
37. Eurípedes Martins da Silva Júnior
38. Ewerton Pacheco da Silva
39. Fabiana de Freitas Batista
40. Fabiana de Souza Azeredo
41. Fabiano Alves
42. Fernanda Cardoso Rosa Gonçalves
43. Fernanda Nunes de Oliveira
44. Flaviana Martins Abreu Santos
45. Franciano Benevenuto Caetano
46. Francinaldo Lopes Angelim
47. Francisco Romerio Teixeira do Nascimento
48. Gabriella Guinlle
49. Giseli Rodrigues dos Santos
50. Grazyelle Geraldyne dos Santos Oliveira
51. Guilherme Arthur Lino da Silva
52. Hamilton Perilo Silva de Oliveira
53. Isabela Ladeia Santos
54. Ingrid Caroline Simielli de Araujo Alves
55. Itamara Gomes da Silva
56. Ivã Conceição Santos
57. Jean Carolos da Silva Braga
58. Jefferson Placido Valentim dos Santos
59. Joicy Keilly Ferreira da Silva
60. Jorge Miguel Jalo Nanque
61. Josimar de Oliveira Mendonça
62. Joyce Fernanda Ferreira da Silva
63. Juliana de Castro Braz
64. Júlio Rodrigo Freira da Silva
65. Júnio Soares dos Santos
66. Karina Kelen da Cruz
67. Karine da silva ferreira
68. Karla da Cruz Fersura
69. Kleber de Araujo Silva
70. Laíse doNascimento Silva
71. Larissa Lemos Dias
72. Larissa Sauane Melquiades da Rocha Pereira
73. Leandro Aparecido de Aguiar
74. Leilson Santos Oliveira
75. Letícia Bibiana Araújo de Oliveira dos Reis
76. lidiane fernanda ferreira
77. Lilian Alves Moura de Jesus
78. Louise Rodrigues Silva
79. Luana Camile da Penha Silva
80. Luana Stephanie Oliveira Silva
81. Ludmila da Silva Hastenreiter
82. Luiz Gustavo Azevedo
83. Lusivania Catarina de Oliveira dos Santos
84. Marcela Regina Stein dos Santos
85. Márcio Gleidio Lima Dias
86. Marcio Odair Dias
87. Marcus Vinicius Gomes
88. Marcus Vinicius Santos Oliveira Ferreira
89. Maria da Glória Costa Cerqueira
90. Maria Eliane Bernardes Paulino
91. Maria José Santos Oliveira
92. Mariano Moreira da Silva Júnior
93. Marilia do Carmo Silva
94. Marlon Santos da Silva
95. Maycon David Silva Paiva
96. Maycon Douglas Floriano da Silva
97. Moniele de Fátima Diniz
98. Nadja Luana Eloy
99. Nathalia de Oliveira Bastos
100. Patrick Flores Soares
101. Paulo Ramon Santana de Lima
102. Pedro Enrique Alves Matos de oliveira
103. Rafael Felipe Modesto
104. Rafaela Santos Cardoso
105. Raiane Freitas Silva
106. Raira Costa Melo
107. Raquel Silva Pires
108. Régia Gleice Leonardo Guimarães
109. Reginaldo Maciel Gomes
110. Renan Caldeira Furtado
111. Renata Cruz Barbosa
112. Roberto Rodrigues de Souza Jr
113. Rosiane Rodrigues da Vitória
114. Sandra Aparecida de Souza
115. Shelse Cristina de Oliveira
116. Sidney Gonçalves da Silva
117. Silvana de Oliveira Ramos
118. Silvania Moreira da Silva
119. Silas Pereira dos Santos
120. Soriano Francisco Edinilson Ribeiro da Silva
121. Suzy Cristina Rodrigues
122. Thaianne Moreira de Souza Silva Porto
123. Thales Alan Sátimo Jurello
124. Thalles Silva Aguilar de Souza
125. Valdinete Souza Luciano Pinto
126. Valdinice Ferreira da Mota
127. Valéria Pereira dos Santos
128. Vando da Conceição Rosas
129. Victor Hugo Martins
130. Viviane Alfredo Alves Batista
131. Viviane Almeida do Nascimento Costa
132. Wagner Henrique Lemos
133. Walber José Mendes de Assis
134. Willams Kleiton dos Santos Silva
135. William Rodrigues Luís

 

 

Inscrições não homologadas por ordem alfabética

 

  Nome Motivo
1. Amadeu Ribeiro da Silva Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
2. Ana Maria Vicente da Silva Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
3. Andréa Suely Alcântara Gomes Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
4. Andressa Simão da Silva Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
5. Cristiane Pinto Vieira de Melo Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
6. Cristina Fernanda Silva Não atendimento ao item 2.2.2 do edital de inscrição
7. Daniel Fernando Bastos Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
8. Debora Cristina Albuquerque dos Santos Não atendimento ao item 2.2.1 do edital de inscrição
9. Diego Tadeu de Abreu Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
10. Evania Paula Muniz Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
11. Gisleine do Carmo Não atendimento ao item 2.2.5 do edital de inscrição
12. Glauce Luíza dos Santos Não atendimento ao item 2.2.1 do edital de inscrição
13. Isabel Cristina Feliep Não atendimento ao item 2.2.3 do edital de inscrição
14. Kacia Natalia de Barros Sousa Lima Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
15. Katiane Silva de Oliveira Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
16. Marcelle Polyane Rodrigues Melo Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
17. Marco Roberto Delfino de almeida Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
18. Michelle Esteves Coelho Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
19. Rafael da Silva Souza Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
20. Rosana Reis Rodrigues Não atendimento ao item 2.2.6 do edital de inscrição
21. Simone Henrique Não atendimento aos itens 2.2.1, 2.2.2, 2.2.3 e 2.2.4 do edital de inscrição
22. Zeus Aleph Drys Não atendimento ao item 2.2.5 do edital de inscrição

 

Rio de Janeiro, 15 de agosto de 2021.


CURSO DE DIREITO: A EDUCAFRO ACABA DE CONSEGUIR 60 BOLSAS DE 80% E DE 100%

CURSO DE DIREITO: A EDUCAFRO ACABA DE CONSEGUIR 60 BOLSAS DE 80% E DE 100%

1 - É a primeira turma de direito da Faculdade CTA. É uma instituição super sólida, com 15 anos de existência. Possui 11 filiais no Brasil e mais duas em outros países: Miami/EUA e México.

2 - Ela abriu sua primeira turma de direito e vai receber, com bolsas, 60 associad@s da EDUCAFRO. Vamos priorizar pessoas vítimas da pandemia ou de outros fatores, que abandonaram ou trancaram suas faculdades de direito, quando estavam no segundo, terceiro ou outro semestre e aceitam entrar na turma em andamento. Terá os seus créditos das matérias já cursadas EM OUTRAS FACULDADES, após avaliação acadêmica, contabilizados oportunamente.

3 - Ela fica há apenas 8 minutos, a pé, da estação do metrô Alto do Ipiranga. Você pode usar uma só passagem de metrô e chegar lá, fazendo as baldeações necessárias e ALCANÇAR a sua vitória: a bolsa de 80% ou de 100%!

4 - O curso já começou e hoje, dia 13/9/2021, funciona todo presencial, respeitando todas as normas de saúde do Estado de São Paulo.

5 - Você, associado da EDUCAFRO BRASIL, já entra com uma bolsa de 80%. Pagará só R$120,00 por mês! E se você trouxer 2 pessoas para, também se matricularem, pagando só R$120, por mês, após as matrículas delas, sua bolsa passa para 100%! Fantástico! não?

6 – Para participar do processo seletivo, preencha esse formulário. Segue o link: https://forms.gle/uo5oxQcsNLBkqFs66

7 - A reunião com tod@s os interessad@s será no dia 17/9, às 20 horas, no link:

https://meet.google.com/wqg-jesa-aqjOLSAS

(junto com a reunião dos interessados em bolsa na PUC RIO)

*Novas Oportunidades:* www.educafro.org.br


CARTA ABERTA DA EDUCAFRO AO MEC

CARTA ABERTA DA EDUCAFRO AO MEC
(Contamos com a imprensa pautando essa demanda.)

Sao Paulo, 13 de setembro de 2021.

Caro Ministro da Educação,

Estamos preocupados com a demora do seu Ministério em atender as determinações do STF.

Estamos preocupados com a falta de celeridade nas ações em relação à reabertura das isenções para o ENEM 2021.

Já se passaram mais de 10 dias desde que o STF decidiu, por unanimidade, que o a população mais pobre tem DIREITO de se inscrever, com isenção de taxas, para o exame de 2021.

Desta vez sem ter que se justificar sobre a ausência no ENEM anterior.

A demora do MEC, e do INEP, não ajuda ninguém.

Desde a decisão, a entidade EDUCAFRO Brasil tem trabalhado para abrir o diálogo com o MEC e com o INEP. Enviamos alguns e-mail. Sem sucesso.

Todos sofrem com a demora. A população mais pobre, que antes não conseguiu se inscrever, os que já estavam inscritos, os que trabalham pelos alunos, como professores de cursinhos e de turmas do último ano do ensino médio. Todos sofrem por não poderem se planejar. Os professores de cursinhos, pelos problemas do ENEM 2020 já ficaram o ano passado sem férias, sem poderem descansar.

Essa demora prejudica também as políticas públicas representadas pelos programas e sistemas como SISU, o PROUNI e o FIES.

Apelamos para que o MEC/INEP se posicionem rapidamente.

Reiteramos que vemos, com muita simpatia, a proposta de deixar quem queira fazer as provas já em novembro. E que seja marcado para as primeiras semanas de janeiro as provas de quem se vier a se inscrever agora e também as provas de quem, entre os que estão inscritos agora, assim preferirem. E que no fim de janeiro se faça a replicação para lugares que tiverem problemas, como enchentes e falta de luz.

Também vemos com muita simpatia a possibilidade do MEC/INEP ampliar o número de cidades em que o exame é aplicado. Ajudaria muito aumentar o acesso ao exame e diminuiria a aglomeração.

Na semana passada protocolamos, no MEC e no INEP, uma carta com 7 propostas para serem avaliadas e, sendo aprovadas, passar a adotá-las nesta reabertura de isenções e de inscrições. (Veja o conteúdo da carta neste link :https://www.educafro.org.br/site/2021/09/06/mec-pode-atender-alem-do-que-o-stf-determinou/)

Temos certeza de que são propostas que trariam alegria e certo conforto para milhões de Brasileiros.

Continuamos abertos para o Diálogo, tanto sobre as 7 propostas, como para as externalidades que irão ser provocadas pela reabertura das inscrições.

Certos de ver o MEC ao lado dos pobres, assinamos.

Frei David Santos ofm Diretor Executivo da
EDUCAFRO BRASIL

Contatos da EDUCAFRO :
Mateus Prado Henfil - 11 94288-5341
Frei David - 11 96133-3341


LGPD Reunir pessoas para integrar e proteger

A Educafro tem a missão de promover a inclusão da população negra (em especial) e pobre (em geral), nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários(as) nos núcleos de pré-vestibular comunitários e setores da sua Sede Nacional. O objetivo geral da EDUCAFRO é reunir pessoas voluntárias, solidárias e beneficiárias desta causa, que lutam pela inclusão. Com a finalidade de possibilitar empoderamento e mobilidade social para população pobre e afro-brasileira.

A proteção social oferecida pela Educafro se encontra com os escritórios Gilberto Alvares Advogados Associados, Terra Sarmento e Rocha e a empresa FWD para proteção também dos dados dos alunos, instituições parceiras e associados, adequando a organização as normas da Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD.


Afropresença organizado pelo MPT, Educafro e outras entidades oferecerá 4 mil vagas de emprego

Afropresença organizado pelo MPT, Educafro e outras entidades oferecerá 4 mil vagas de emprego

A pobreza é um mal terrível que afeta o Brasil. A pandemia agravou este cenário, de modo que dos 8 milhões de empregos perdidos, entre o primeiro e o segundo trimestre de 2020, 6,3 milhões desses eram ocupados por pessoas pretas e pardas. a Educafro Brasil não pode ser inerte a esse cenário que afeta diretamente as pessoas pretas e pardas.

A partir de uma luta antiga da Educafro junto ao Ministério Publico do Trabalho, com o apoio de outras entidades, conseguimos um movimento que visa dar mais presença para pretos e pardos nas empresas. Assim nasceu o Afropresença. Este evento acontecerá nos dias 08/09/10 de Setembro, e terá diversas mesas e a abertura de 4 mil vagas de emprego. Queremos que você aproveite esta oportunidade e conquiste sua vaga de emprego.

O Afropresença vem para ajudar você, pessoa preta e parda a se colocar no mercado de trabalho com vagas de estagio, trainee, cargos estratégicos e algumas com exigência de ensino médio.

Se você é universitári@, recém formado ou tem apenas o ensino médio, esta é a sua chance de trabalhar em uma empresa como a Ambev, Itaú e tantas outras!

Para esta oportunidade suga os passos abaixo:

1 Se associe em nosso portal no link abaixo

https://www.educafro.org.br/associados/register.php

2- Preencha o formulário abaixo:

https://docs.google.com/forms/d/1WH4F2hs3YEJr__g1quL8VHY3GssBGBqx6gbc347UClg/

3- Participe do máximo dias dias do evento!


MEC pode atender além do que o STF determinou

MEC pode atender além do que o STF determinou

São Paulo, 06 de setembro de 2021.
“Toda hora é hora de fazer o que é certo.” Pastor Martin Luther King.

De: Frei David Santos OFM – Diretor Executivo
Para: Ministro da Educação – Professor Milton Ribeiro

 

ENEM 2021
VAMOS POTENCIALIZAR O EXAME
A PARTIR DA DECISÃO DO STF



A EDUCAFRO, representada por sua Mantenedora, FAECIDH – Francisco
de Assis, Educação, Cidadania, Inclusão e Direitos Humanos, pessoa jurídica de
direito privado sem fins econômicos, com sede a Rua Riachuelo, 342, CEP 01.007-
000, Centro, São Paulo/SP, inscrita no CNPJ sob o nº 10.621.636.0001-04,
reconhecida como organização da sociedade civil brasileira pela Organização dos
Estados Americanos – OEA, por meio do ato CER/DIA/537 de 15/11/2011, neste
ato representada pelo seu Diretor Presidente Frei David Raimundo Santos OFM,
brasileiro, portador da Cédula de Identidade RG nº 52.480.619-6, inscrito no
CPF/MF sob o nº 317.515.207-49, vem pedir sua apreciação para o que segue:
1. HISTÓRICO DA EDUCAFRO
A EDUCAFRO é uma rede que de promoção e acesso à Educação, ao Mercado de
trabalho e a outros Direitos Fundamentais, que há mais de 40 anos trabalha para a
ascensão de negros e pobres no ensino superior, na educação profissional, no
mercado de trabalho e nos espaços de poder da sociedade.
Ao longo destas quatro décadas dialogamos, COM SUCESSO, com diversos
ministros da Educação, de centro, esquerda e direita, para aperfeiçoarem as
estruturas e barreiras que geram a exclusão de negros e pobres do acesso,
permanência e sucesso no ensino superior.
POTENCIALIZANDO O ENEM
Na última sexta-feira, o STF concedeu medida cautelar, pedida pela EDUCAFRO.
Contamos com a legitimidade jurídica e constitucional para ingressar com essa
ADPF, com 9 partidos políticos e as entidades UNE, UBES, FRENTE
NACIONAL ANTIRRACISTA e a OAB. Essa última como Amicus Curiae. O
objetivo único: reabertura dos pedidos de isenção para os estudantes carentes que
queiram fazer o ENEM 2021.
Cabe destacar que a EDUCAFRO ingressou somente com estes nove partidos em
decorrência da urgência de alteração do calendário. Porque em nossas conversas
foi praticamente UNANIME a resposta dos partidos em apoiarem a legitimidade
do pleito.
Após entrarmos com a ação, centenas de Parlamentares, além da “Campanha
Nacional pelo Direito à Educação”, a “Frente Parlamentar Mista da Câmara
Federal da Educação”, o “Todos pela Educação”, entre outras entidades,
manifestaram seu apoio à causa.
A decisão do STF dá garantias às pessoas que se enquadram nas hipóteses
previstas no item 2.6 do edital, do INEP, número 19, de 2021, sendo elas:
A - Esteja no último ano, do ensino médio, em escola pública, ou
B - Tenha estudado em escola pública, ou como bolsista integral em escola
privada, além de ter renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, ou
C - Ser membro de família com cadastro no CadÚnico.
1. UTILIZAR DAS PRERROGATIVAS PARA
IR ALÉM DA DECISÃO DO STF
O MEC/INEP já declararam que irão reabrir as inscrições conforme decisão do
STF, e que já está pensando em tudo para que a ação impacte o mínimo possível
em seus programas, como o PROUNI, e no próprio SISU. Apelamos para que, por
liberalidade, o MEC/INEP amplie para mais setores da sociedade esse direito
constitucional. Exemplos:
1 - Que reabra o prazo de pagamento do boleto para os cerca de 900 mil que
imprimiram o boleto, mas não conseguiram pagar em tempo
2 - Que reabra as inscrições para alunos que, não tendo direito à isenção, queiram
pagar, agora, para fazer o ENEM 2021.
3 - Que concedam prazos razoáveis de, no mínimo 10 dias, para os pedidos de
isenção, e mais 10 dias para a concretização das inscrições. Dar somente 2 dias, ou
qualquer período curto, para cada uma destas etapas, seria uma atitude pouco
empática e pouco inclusiva. Poderia dar margem a uma interpretação de
insensibilidade do MEC/INEP, além de que criaria enormes problemas para a
agilidade do sistema de TI do INEP.
4 - Que o MEC/INEP devolva os valores pagos pelos alunos que tinham direito à
isenção e que, no desespero, tiveram que pagar indevidamente a taxa de inscrição
para o ENEM 2021. São pessoas pobres e esse dinheiro está fazendo falta em seus
cardápios.

5 - Que o MEC/INEP promovam ampla campanha midiática, informando a
reabertura dos pedidos de isenção e, posteriormente, ampla campanha informando
a reabertura das inscrições.
6 – Que seja enviado SMS, e-mails e Whatzapp, informando sobre a reabertura dos
pedidos de isenção, e depois sobre a reabertura das inscrições, para todos os alunos
que estão nos bancos de dados INEP, que estão no perfil de beneficiado,
independente de terem ou não tentado se inscrever nesta última edição.
7 – Assim como os pagantes podem ser treineiros, que abra essa possibilidade para
os treineiros da rede pública, com isenção de taxa. Assim o MEC estaria dando um
passo empático, provando que não quer continuar privilegiando os ricos que
podem pagar para serem treineiros.
Temos certeza de que o MEC/INEP estará acolhendo mais esta colaboração da
EDUCAFRO para fortalecimento das políticas educacionais. Colocamo-nos à
disposição para dialogar e seguir contribuindo.
Atenciosamente,

Frei David Santos OFM
Diretor Executivo


ESCOLA DE LÍDERES EDUCAFRO 2021/22

ESCOLA DE LÍDERES EDUCAFRO 2021/22

COM O INTUITO DE AUMENTAR A DIVERSIDADE REGIONAL E DE GÊNERO, A EDUCAFRO ESTÁ ABRINDO INSCRIÇÕES COMPLEMENTARES PARA CANDIDATAS MULHERES DO SUL E NORDESTE DO BRASIL

A EDUCAFRO  convoca você para uma imersão de 1 ano na ESCOLA DE LÍDERES EDUCAFRO. Um programa pautado em competências técnicas e compromisso sócio-político, que lhe prepara para defender a causa e os direitos da comunidade afro-brasileira e população em situação de vulnerabilidade social no Brasil.

Você deverá morar na sede São Paulo da EDUCAFRO, onde receberá mentoria e conhecimentos da equipe EDUCAFRO. Além de formação, você receberá moradia, alimentação e bolsa mensal de R$ 500,00 (que poderá chegar aos R$ 1.000,00), de acordo com o seu engajamento, para gastos pessoais, etc.

As vagas desta segunda etapa, são somente para mulheres negras (pretas ou pardas), com idade de 18 a 30 anos.

Inscreva-se até 10/09/2021 no link:

https://chat.whatsapp.com/GOFar4oDdpM0D4Zg4v5HYO