Comissões de verificação já impediram matrícula de 1,5 mil cotistas pelo país

Bancas de instituições federais rejeitaram inscrições de alunos que teriam violado reserva de vagas a pretos e pardos