COMUNICADO DA EDUCAFRO: DESENVOLVEDOR(A) JUNIOR PARA APLICATIVOS MÓVEIS

Amigo (a)
A EDUCAFROtech lhe encaminhou o comunicado abaixo.
A partir deste comunicado, cabe a você mesmo(a) 
fazer sua inscrição (nos links disponibilizados em cada curso abaixo) da ESTAÇÃO HACH.
(Inscreva-se no máximo de cursos, conforme seu tempo e assim, em um curto tempo, poderá se empregar na área!)
Estamos percebendo que poucos tomaram a iniciativa de se inscrever diretamente num dos cursos. 
Porque? Não desista! Tenha foco!
Seu futuro passa por ingressar nesta profissão, pois nestes últimos 10 anos há mais de 24 mil vagas
abertas em TI, sem ter pessoas preparadas para ganhar um bom dinheiro com essa nova profissão! 
Uma delas é sua! Você quer? Inscreva-se agora!
Em seguida, nos dê essa alegria:
nos confirme por esse email (apoio@educafro.org.br ) ou zapp (11) 9 6173 6869 
dizendo que você já escolheu e já se inscreveu em um ou vários cursos da ESTAÇÃO HACH. Tudo bem?
EQUIPE EDUCAFRO
COMUNICADO DA EDUCAFRO
FEVEREIRO DE 2020


Parabéns por se disponibilizar a fazer sua pré-inscrição para o curso:
“DESENVOLVEDOR(A) JUNIOR PARA APLICATIVOS MÓVEIS”
Estamos empreendendo fortes mudanças para tornar o curso da EDUCAFRO tech de “Programador Iniciante de TI”, mais firme no foco dos que querem ser e trabalhar como programadores.
Decidimos iniciar esse nosso curso em data mais à frente.
Assim não faremos mais no mesmo período dos cursos da ESTAÇÃO RACH.
Neste caso estamos lhe direcionando para as várias possibilidades de cursos oferecidos diretos pela ESTAÇÃO HACK, via FACEBOOK no foco em pessoas do povo, que tiveram seu estudo em escolas públicas.
Você deve se inscrever e fazer o máximo de cursos por lá.
Nada impede de, num futuro, caso você não venha a conseguir se empregar a partir dos cursos da ESTAÇÃO, de se inscrever para o curso da EDUCAFRO tech.Estamos lhe direcionando para os vários cursos, os quais você pode fazer ao mesmo tempo, acelerando sua aprendizagem e a sua entrada no mercado de
trabalho.
Entendemos que, quantos mais cursos você fizer, mais cedo se habilitará para entrar neste inovador mercado da Tecnologia da Informação!
Segue a relação dos cursos disponíveis. É só você se inscrever imediatamente enquanto tem vaga!

Lembrando que a turma das segundas (que começa no dia 2/3, às 8 horas) e a turma das quartas (que começa no dia 4/3, às 8 horas) está pensada para o público que tem ZERO de experiência no mundo da TI - Tecnologia da informação. É o seu caso? Corra e se inscreva!Cursos e workshops gratuitos

ESTAÇÃO HACK em 2020 | Inscrições abertasA Estação Hack abriu inscrições para os cursos, palestras e workshops gratuitos de programação, desenvolvimento de aplicativos, inovação e preparação para o mercado de trabalho. Serão dezenas de milhares de vagas distribuídas entre cursos presenciais e online ao longo de 2020.

Os programas são desenvolvidos em parceria com as instituições Artemisia, Cel.Lep, Digital House, Garimpo de Soluções, Junior Achievement e Reprograma. O público-alvo e a carga horária variam de acordo com o treinamento. Será dada preferência para alunos matriculados ou egressos da rede pública de ensino - embora este não seja critério essencial.PROGRAMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS

I - Android Studio - Kotlin: o curso ministrado pelo Cel.Lep Tech é uma introdução à programação e ao desenvolvimento de aplicativos para equipamentos móveis. O curso ensina os preceitos básicos e, por isso, é voltado para quem ainda não teve contato com o assunto. Carga horária: 32 horas (8 semanas). Público-alvo: alunos de 16 a 25 anos. Informações e inscrições: http://madcode.com.br/estacao-hack/

II - Estação Hack para Educadores:
a Digital House Schools e o Facebook criaram uma jornada para capacitação de educadores e pretende impactar a vida de jovens que aprenderão a criar tecnologia, desenvolvendo pensamento lógico em cursos de programação. Serão contemplados educadores que irão replicar seus conhecimentos ensinando Programação para jovens de Educação Básica. O curso tem como objetivo Integrar professores e alunos no mundo da programação, com aulas de HTML e CSS. Carga horária: 24 horas (2 semanas). Público-alvo: professores da rede pública de ensino. Informações e inscrições: https://www.digitalhouse.com/br/estacaohack/III - Front-end Coding Course: o curso da Digital House tem como objetivo formar novos profissionais de programação Front-End. O programa foi desenvolvido para quem quer aprender a programar do zero e adquirir habilidades em React (CSS, HTML e JavaScript), além de soft skills em Git e Metodologias Ágeis. Carga horária: 105 horas (5 semanas). Público-alvo: alunos de 16 a 25 anos. Informações e inscrições: https://www.digitalhouse.com/br/estacaohack/
IV - Programação Front-End para Mulheres: aprenda linguagens de programação front-end e ferramentas de capacitação que irão ajudar você a construir uma base sólida na área de tecnologia. Carga horária: 672 horas (18 semanas). Público-alvo: mulheres cis e trans. Informações e inscrições: https://reprograma.com.br/integral.html
V- UI/UX Basics - Experience, Interface & Prototype: o curso ministrado pelo Cel.Lep Tech oferece instruções básicas sobre design de aplicativos e como eles são experimentados pelos seus usuários, incluindo noções de criação de protótipo. Carga horária: 32 horas (8 semanas). Público-alvo: alunos de 16 a 25 anos. Informações e inscrições: http://madcode.com.br/estacao-hack/

INOVAÇÃO E EMPREGABILIDADE

VI - Conectado Com o Amanhã:
o programa da Jr. Achievement possibilita aos alunos um momento de reflexão sobre seu futuro e preparação para o mercado de trabalho, oferecendo perspectivas de carreiras e informações sobre quais são as competências comportamentais desejadas no mercado de trabalho. Carga horária: 5 horas. Público-alvo: alunos matriculados no Ensino Médio. Informações e inscrições: http://bit.ly/EH_JAVII - Futuro do Trabalho: o programa apresenta aos alunos as transformações no mercado de trabalho, bem como as ferramentas e habilidades exigidas para obter e manter uma profissão em setores com carreiras de alto crescimento, com ênfase em CTEM (Ciência, Tecnologia, Engenharias e Matemática). Carga horária: 5 horas. Público-alvo: alunos matriculados no Ensino Médio. Informações e inscrições: http://bit.ly/EH_JAVII - Innovation Camp: o objetivo deste programa da Jr. Achievement é
desenvolver habilidades empreendedoras e mostrar ferramentas de trabalho, que possibilitem aos estudantes encontrarem soluções inovadoras para um desafio proposto. Durante o processo, os alunos contam com a ajuda de mentores que vão auxiliá-los durante o desenvolvimento da ideia. Carga horária: 8 horas. Público- alvo: alunos matriculados no Ensino Médio. Informações e inscrições: http://bit.ly/EH_JAIX - Hackeando Futuros: 10 encontros temáticos mensais com profissionais de referência, gestores públicos e fundadores de startups de diversos setores, para inspirar e provocar empreendedores a redesenhar contextos e ampliar entendimentos de futuro, com a curadoria da Garimpo de Soluções. Carga horária: 2 horas (cada encontro). Público-alvo: empreendedores, investidores, mentores, curiosos e apaixonados por quem muda o mundo. Informações e inscrições: https://www.sympla.com.br/garimpodesolucoes

CONCLUSÃO


Nesse período de seu estudo na Estação Hack, teremos reuniões especiais na EDUCAFRO, livre e aberta, todas as quintas, às 18 horas, para você e demais pessoas negras que estão entrando no mundo da TI ou que querem entrar, em vista do seu projeto de mudança de profissão. Nessas reuniões comunicaremos o novo formato do curso da EDUCAFRO tech e a abertura das inscrições. Na EDUCAFRO tech teremos visita de empresas que estão procurando, em pedras brutas, “pepitas de ouro" para serem lapidadas. Quem sabe que você é uma dessas pedras a serem buriladas?
EQUIPE EDUCAFRO
apoio@educafro.org.br
WhatsApp (11) 9 6173 6869
Visite o site: www.educafro.org.br
Obs.: Repasse essa oportunidade para as pessoas de suas redes sociais.

 


Educafro-Equipe-do-projeto-Educafro-Tech

Projeto usa líder tribal e fé para preparar negros para o mercado de TI

Educafro-Equipe-do-projeto-Educafro-Tech

 

O Educafro Tech está desenvolvendo parcerias com empresas e incubadoras que atuam no setor de tecnologia de informação para formar e empregar a população negra e LGBT+

Por Tamires Rodrigues

O mercado de tecnologia de informação tem um alto potencial de geração de empregos no Brasil. Com o atual cenário de desemprego no país, a Educafro, organização que há 40 anos promove a inclusão da população negra em universidades públicas e particulares, percebeu que havia um campo a ser explorado. Foi assim que surgiu o Educafro Tech, projeto voltado para a formação e empregabilidade de negros, negras e LGBT+ no mercado de TI.

"Nós debatemos com as empresas sobre a exclusão do negro no mercado de trabalho. E todas as empresas disseram que não tinha negros se formando em TI. Então decidimos encarar o problema e criamos a Eduacafro Tech", conta Frei David Santos, diretor da associação.

A terceira turma do projeto conta com 60 alunos que farão uma imersão em estudos sobre TI e métodos ágeis. Dez vagas são destinadas a participantes quilombolas, indígenas e/ou de outros estados, com custeio de estadia. O projeto oferece laboratórios equipados e jantar para os participantes.

As aulas são realizadas num formato intensivo, onde os participantes aprendem técnicas, conceito e práticas de tecnologia da informação, conectadas com o debate sobre cidadania e questões étnico-racial.

"Queremos em três ou quatro meses oferecer pessoas preparadas com qualidade para as empresas", afirma.

A Educafro Tech estuda parceria com empresas para conseguir espaço de sala de aula para formar mais alunos. "A NovoLab, em São Carlos (interior de São Paulo), é uma incubadora que trabalha com 57 empresas e reservou espaço para 12 alunos do Educafro Tech. Eles vão poder vivenciar esse aprendizado dentro desse ambiente de tecnologia", diz Santos.

Para que os alunos tivessem uma maior identificação com o conteúdo, os professores do projeto Edimilson Nascimento e Luiz Augusto criaram uma metodologia própria que foi inspirada no chefe tribal Shaka Zulu.

 

 

Representação de Shaka Zulu de 1824 (Reprodução)

 

"Na sua época, Shaka Zulu (1787-1828) criou algumas inovações e estratégias militares. Os mais fortes faziam a base, os mais velhos faziam a retaguarda e davam conhecimento aos outros. Então a gente pensou: 'cara, isso é manifesto ágil'. Eu sou de informática e vi toda estrutura do ágil naquilo. Por que não batizar a nossa metodologia de Shaka Zulu? É preciso ensinar forte, rápido e embasado, que só assim consigo dar emprego para essas pessoas", diz Nascimento.

Segundo os professores, uma das maiores dificuldades nas aulas não é ensinar a técnica, e sim fazer com que seus alunos consigam se enxergar no mercado de trabalho de TI e como programadores. Pensando nisso, eles criaram um ritual nas duas primeiras semanas de curso para que eles consigam estabelecer um vínculo com a turma e auxiliar na evolução de aprendizagem.

"A gente usa um tempo pequeno para dois atos de fé. O primeiro ato de fé é para aquelas pessoas que acabaram de nos conhecer acreditarem de verdade que em duas semanas eu e o Edi seremos capazes de ensinar lógica de programação para eles. O segundo ato de fé é o mais importante: é as pessoas acreditarem que em duas semanas elas serão capazes de aprender lógica de programação. Se esses dois atos de fé forem cumpridos, não vai ter problema que a gente não resolva", afirma Luiz Augusto.

Apesar do pouco tempo que o projeto existe, os professores já conseguem ver transformações sendo feitas nesse processo, com alunos que conseguiram entrar no mercado de trabalho.

"Uma aluna era gerente-geral de uma loja, que passou por uma reformulação. Aí ela ficou desempregada. Mesmo sendo uma pessoa com muita experiência e ter feito muitos cursos, não conseguiu recolocação. Ela ficou apavorada e decidiu mudar de ramo. Foi quando ela viu a proposta de profissionalizar negros no TI e abraçou a ideia. Hoje ela está indo muito bem como programadora", diz Santos.

Postado originalmente em: https://quebradatech.blogosfera.uol.com.br/2019/12/18/projeto-usa-lider-tribal-e-fe-para-preparar-negros-para-o-mercado-de-ti/


educafro-educafrotech-uma-forca-negra-no-mundo-da-tecnologia-2019

EDUCAFROtech uma Força Negra no Mundo da Tecnologia

EDUCAFROtech uma Força Negra no Mundo da Tecnologia

Neste sábado(26/10/2019), aconteceu na cidade de São Carlos-SP,  o maior evento do Brasil,  voltado aos desenvolvedores de sistemas e aficionados em tecnologia de ponta.

A EDUCAFROtech, braço tecnológico da Educafro, se fez presente mais uma vez nesta cidade, que é considerada a Capital Nacional da Tecnologia, levando para o evento BRAZIL-js um grupo de quarenta alunos e 6 docentes.

Liderados, mais uma vez, pelo Frei David, nosso grupo foi o destaque do evento, fazendo as intervenções e questionamentos mais relevantes a cada palestra proferida.

Os palestrantes por sua vez, ficaram entusiasmados com o grau de conhecimento e com o entusiasmo dos nossos alunos, tanto que três destes palestrantes se prontificaram a ministrar aulas a estes jovens aqui na sede da Educafro.

Ao final do evento tivemos um encontro com o Leandro, que é um dos idealizadores, sócio e fundador do ONOVOLAB, local onde ocorreu o evento e maior e melhor  “Eco Sistema” de tecnologia e desenvolvimento de sistemas do Brasil.

O Leandro, por sua vez, aproveitou o evento para externar a satisfação com a parceria firmada entre o ONOVOLAB e a Educafro.

Durante a reunião, ele apresentou o lugar onde doze dos nossos alunos, todos negros, irão trabalhar e poder aprender novas tecnologias e inovações existentes no mercado de TI.

Ao final, o Leandro ainda aventou a possibilidade de alterar o convênio com a Educafro, acenando para a possibilidade de aumentar o número de alunos acolhidos no ONOVOLAB.

Aproveitou também para mostrar a todos os demais alunos a estrutura que forma o ONOVOLAB, uma incubadora que congrega cinquenta e sete “Startups” voltadas a tecnologia de ponta.


EDUCAFROtech uma Força Negra no Mundo da Tecnologia

Neste sábado(26/10/2019), aconteceu na cidade de São Carlos-SP,  o maior evento do Brasil,  voltado aos desenvolvedores de sistemas e aficionados em tecnologia de ponta.

A EDUCAFROtech, braço tecnológico da Educafro, se fez presente mais uma vez nesta cidade, que é considerada a Capital Nacional da Tecnologia, levando para o evento BRAZIL-js um grupo de quarenta alunos e 6 docentes.

Liderados, mais uma vez, pelo Frei David, nosso grupo foi o destaque do evento, fazendo as intervenções e questionamentos mais relevantes a cada palestra proferida.

Os palestrantes por sua vez, ficaram entusiasmados com o grau de conhecimento e com o entusiasmo dos nossos alunos, tanto que três destes palestrantes se prontificaram a ministrar aulas a estes jovens aqui na sede da Educafro.

Ao final do evento tivemos um encontro com o Leandro, que é um dos idealizadores, sócio e fundador do ONOVOLAB, local onde ocorreu o evento e maior e melhor  “Eco Sistema” de tecnologia e desenvolvimento de sistemas do Brasil.

O Leandro, por sua vez, aproveitou o evento para externar a satisfação com a parceria firmada entre o ONOVOLAB e a Educafro.

Durante a reunião, ele apresentou o lugar onde doze dos nossos alunos, todos negros, irão trabalhar e poder aprender novas tecnologias e inovações existentes no mercado de TI.

Ao final, o Leandro ainda aventou a possibilidade de alterar o convênio com a Educafro, acenando para a possibilidade de aumentar o número de alunos acolhidos no ONOVOLAB.

Aproveitou também para mostrar a todos os demais alunos a estrutura que forma o ONOVOLAB, uma incubadora que congrega cinquenta e sete “Startups” voltadas a tecnologia de ponta.


Educafro + Carambola

Quer trabalhar no mundo do TI, mesmo sem experiência?

Chegou a sua vez de acessar um novo nível!

Você sabia que atualmente estão disponíveis cerca de 460 mil vagas no mercado de Tecnologia da Informação? Essas vagas não são preenchidas porque não são encontradas as pessoas certas! Mas isso vai mudar! Chegou a sua vez de mudar.

O mercado de tecnologia tem pouquíssimos jovens negros e, pensando em ocupar esses espaços, a EDUCAFRO em parceria com a start up Carambola, está lançando um novo projeto! É uma super oportunidade para você, jovem negro, aprender mais sobre esse universo com um potencial enorme, conseguir uma fonte de renda e ainda ter a possibilidade de ser contratado por uma grande empresa, ganhando até 5 mil reais!

Mas como vai funcionar?

Estão abertas agora as inscrições para o nosso processo seletivo! E você já pode acessar essa nova oportunidade.

Quais são as vantagens?

Você participará de uma turma com uma metodologia de ensino diferente, onde você receberá desafios e deverá trabalhar com seu grupo para solucioná-los. Esses desafios envolvem a área de Tecnologia da Informação. Cada aluno será remunerado com R$ 2.500 reais por mês, também com carteira assinada.

A sua experiência nesse programa durará cerca de 4 meses e você deverá ter dedicação total a ele. Sua carga horária será de 8 horas diárias, de segunda a sexta. Porém, serão horas dedicadas ao aprendizado e ao crescimento! Todos saem ganhando!

Ao final do curso, os alunos serão encaminhados para empresas para atuar na área de tecnologia, podendo ganhar até 5 mil reais! É incrível!

E não acaba aí!
Estamos em busca de um time de mentores para esse programa. É uma oportunidade diferente de atuação, que pode te tornar um agente de transformação. Como mentor você poderá auxiliar no processo de desenvolvimento de uma turma de 15 jovens, aprendendo e ensinando sobre diversos assuntos muito além de apenas tecnologia. Você ganhará mensalmente um salário de R$ 6.000 reais, com carteira assinada.

Mas atenção: Para saber mais sobre o programa, é obrigatória a sua participação na Reunião Geral da EDUCAFRO, que acontecerá no dia 21/07, a partir das 9h da manhã.

Não perca essa oportunidade. Empodere-se! Vire a chave da sua vida e acesse esse novo nível!

Inscreva-se através do link abaixo:
https://bit.ly/2Sf5zLz

educafro-carambola-tech-parceria-emprego-vagas-mentor-aluno-foto2